Madonna, Ney Matogrosso, Freddie Mercury, Pet Shop Boys: o iGay selecionou artistas que defendem a causa e são admirados pela comunidade homossexual

O que seria da música pop sem o apelo gay?

Desde que Judy Garland protagonizou apresentações históricas na estilosa casa nova-iorquina Carneggie Hall (em 1961), artistas e músicos passaram a prestar atenção em (e a lucrar com) sua base de fãs homossexuais.

O iGay selecionou 12 artistas que, homossexuais ou não, tornaram-se ícones gays na música. Veja abaixo.

Madonna -  Talvez o mais popular dos ícones gays em atividade na música. A proximidade acontece não apenas pelas músicas dançantes, mas também pela postura da cantora, que defende os direitos dos homossexuais desde o início de sua carreira.

Elton John - Um dos mais famosos músicos britânicos, Elton John conseguiu não apenas manter sua carreira em alta, mas aumentou sua base de fãs ao sair do armário, nos anos 1970 - e a atitude não atrapalhou sua nomeação ao título de Sir. O músico está em turnê pelo Brasil: já se apresentou em São Paulo e Porto Alegre e faz show em Belo Horizonte no sábado (dia 9).

Ney Matogrosso -  Cores, brilhos e extravagância. Ney Matogrosso, com a banda Secos 7 Molhados, representou um choque ousado na música brasileira. No início dos anos 1970, os integrantes da banda apareciam no palco com o corpo pintado - e isso antes de nomes como o Kiss. O rock brasileiro nunca mais foi o mesmo.

Kylie Minogue - A cantora australiana fez fama com o público gay logo no início de sua carreira, nos anos 1980, arrastando drag queens para diversos de seus concertos. Foi, por exemplo, a atração principal do Sydney Gay and Lesbian Mardi Gras de 1994.

Freddie Mercury -  O líder do Queen nunca expressou diretamente sua orientação sexual. Teve uma relação longa com Mary Austin (e ela era "sua melhor e única amiga", segundo o cantor) e algumas relações com homens (o cabeleireiro Jim Hutton foi seu companheiro nos últimos seis anos de vida). Até hoje a canção  "I Want to Break Free" é associada à causa gay.

Lady Gaga - Seguindo os passos de Madonna e Kylie, Gaga aumentou exponencialmente seu fã-clube ao defender os direitos dos homossexuais. Além de tratar do assunto em músicas, como "Poker Face" e "Born This Way", a cantora aborda a causa em entrevistas: "Abençoado seja Deus e abençoados sejam os gays", ela chegou a dizer.

Cazuza - Um dos compositores mais celebrados da geração 80 do rock brasileiro, Cazuza tornou-se ícone gay após revelar publicamente, em 1989, que era soropositivo. Sua exposição foi determinante para que o público tomasse consciência em relação à doença e seus efeitos.

Pet Shop Boys - A dupla formada por Neil Tennant e Chris Lowe no início dos anos 1980 é uma das precursoras da música pop eletrônica. Em muitas de suas letras a cultura gay é abordada, caso de "The Night I Fell in Love" e "It Couldn't Happen Here". Tennant saiu do armnário em uma entrevista em 1990. A dupla retorna ao Brasil em maio, como uma das principais atrações do festival Sónar SP .

Cássia Eller - Homossexual assumida, a carioca Cássia Eller teve sua curta carreira marcada por sucessos como "O Segundo Sol" e "Malandragem". A postura eclética e libertária fez dela um dos ícones do movimento gay.

Scissor Sisters - Nascida na cena gay de Nova York, a banda aborda questões do mundo LGBT em suas letras, como "Filthy/Gorgeous", que fala de prostituição de transexuais, e "Take Your Mama", sobre sair do armário diante da família. Suas músicas divertidas e dançantes são hits nas pistas.

Cher - Imitada eternamente por drag queens, a cantora Cher é um dos mais antigos ícones gays da música pop. Sua relação com o movimento LGBT aumentou quando sua filha, Chastity Bono, assumiu sua transsexualidade.

Ana Carolina - Assumidamente bissexual, a cantora aumentou a sua legião de fãs com canções como "Eu Gosto de Mulher". De acordo com Ana Carolina, "homossexualidade, mediunidade e voz, todo mundo tem. Mas só alguns desenvolvem".

Leia mais no iGay:
Ricardo Linhares: "O público está preparado para o beijo gay"
Faça a festa e comemore a estreia do iGay com o bolo arco-íris

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.